Tabela salarial docentes universitários

Devido à grande procura por informações a respeito da Tabela Salarial de servidores e docentes das IEES (Instituições de Estaduais de Ensino Superior) do Paraná, publicamos estes dados no Blog ADJ Comunicação: http://adjcomunicacao.wordpress.com. Para ver as Tabelas, clique no link “Salários servidores do Paraná“, à esquerda na página.

Lá, estão disponibilizadas as tabelas com os valores em vigor para 2009 para docentes, incluindo adicionais de doutorado, mestrado e especialização, bem como as diferenciações das cargas horárias dos docentes. Os servidores técnico-administrativos também encontrarão as faixas salariais dos diversos níveis constantes do Plano de Cargos das IEES.

Visite o Blog http://adjcomunicacao.wordpress.com.

Anúncios
Published in: on 11/08/2009 at 4:18 PM  Deixe um comentário  

Londrinense é um dos ganhadores do prêmio acumulado da Megasena

Por Armando Duarte Jr.

É de Londrina um dos quatro apostadores que acertaram os seis números do sorteio 1.086 da Megasena, realizado no sábado (27/06) em Patos (PB). Cada um dos sortudos vai receber R$ 13.904.065,20, valor que já teve o desconto do Imposto de Renda. Além da aposta que saiu para Londrina, também ganharam os volantes da Megasena feitos em Ibereté (MG), Leme (SP) e São Bernardo do Campo SP).

Este foi um dos maiores prêmios já pagos por esta loteria da Caixa Econômica Federal, que ficou acumulado por algumas semanas até atingir um valor total de R$ 55.616.260,00. Os 954 apostadores que acertaram cinco números da Megasena receberam prêmios mais modestos, de R$ 5.479,55. A quadra pagou R$ 142,93 a 52.159 apostadores. Segundo informa o site da Caixa (www.caixa.gov.br), o concurso 1.086 teve uma arrecadação total de R$ 89.142.866,75.

Felizmente o prêmio bilionário foi dividido. Cada uma das quatro apostas vencedoras vai injetar em suas regiões cerca de R$ 13 milhões, o que poderá movimentar o mercado imobiliário, comércio e, quem sabe, até gerar empregos.

* Matéria publicada no Blog adjcomunicacao.wordpress.com

Published in: on 28/06/2009 at 10:35 AM  Deixe um comentário  

Jornalistas intensificam luta em defesa do Diploma

Luta em defesa do Diploma ganha apóio da Câmara Municipal

Luta em defesa do Diploma ganha apoio da Câmara Municipal

Por Armando Duarte Jr.

Uma semana após o STF (Supremo Tribunal Federal) ter derrubado a exigência do Diploma para exercício da profissão de jornalista, a categoria intensifica a campanha em defesa da obrigatoriedade. Na semana passada, entidades conceituadas, como a ABI (Associação Brasileira de Imprensa) e a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), parlamentares e até integrantes do Judiciário se manifestaram favoráveis à exigência de formação acadêmica para jornalista, apoiando essa luta da categoria.

Esta semana, a Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) orientou os 31 Sindicatos filiados a realizarem atividades de protesto e a busca de apoios na sociedade para garantir a regulamentação profissional. O objetivo, segundo nota emitida pelo presidente da entidade, Sérgio Murillo de Andrade, é mostrar a força da categoria aos patrões e procurar brechas na sentença do julgamento do Recurso interposto pelo Ministério Público Federal, a pedido do Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão de São Paulo, para manter a exigência do Diploma de forma legal.

Esta luta também foi encampada por jornalistas independentes. Através de artigos publicados em Blogs eles expressam argumentos contrários ao apresentado pelo ministro Gilmar Mendes, relator do Recurso no STF. O principal deles, a garantia de “liberdade de expressão”, que estaria sendo cerceada pelo o inciso V do artigo 4º do Decreto-Lei 972/69, tem sido combatido de forma sensata, como fez o jornalista diplomado Rogério Fischer, ex-editor de Esportes da Folha de Londrina e ex-chefe de redação do Diário de Maringá.

No artigo “Você não vale nada, mas eu gosto de você”, publicado em seu blog, http://fischer-blogdofischer.blogspot.com, Rogério discorre sobre o posicionamento de Gilmar Mendes e até de outros colegas contrários à exigência do Diploma. Seu texto convence e lembra que a regulamentação da profissão de jornalista jamais impediu outros profissionais de manifestarem suas opiniões em órgãos de comunicação no Brasil, seja em artigos, cartas ou em até mesmo entrevistas.

É uma ótima leitura para quem ainda tem dúvida se a exigência do Diploma é necessária ou não. Lembro que este debate é muito bom e em breve será ampliado, pois o próprio Gilmar Mendes já declarou que outras profissões nas quais é exigido o Diploma ou formação específica passarão pelo crivo do STF. Segundo ele, ficarão de fora as ligadas à área de saúde, engenharia, advocacia e a magistratura, é claro, né!!!

* Matéria publicada no Blog adjcomunicacao.wordpress.com

Published in: on 24/06/2009 at 12:37 PM  Deixe um comentário  

Retrocesso: STF derruba obrigatoriedade de Diploma para jornalista

Por Armando Duarte Jr.

O STF ( Supremo Tribunal Federal) deu provimento ao Recurso Extraordinário RE 511961, interposto pelo Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão de São Paulo, em julgamento realizado no dia 17 de junho, em Brasília, e derrubou a obrigatoriedade do Diploma para exercício da profissão de jornalista. Neste julgamento histórico, o STF pôs fim a uma conquista de 40 anos dos jornalistas e da sociedade brasileira, renegando a importância que a formação acadêmica tem para a profissão.

Em Londrina, o Sindicato dos Jornalistas vai promover nesta quinta-feira (18/06), às 14h00, um protesto na Câmara de vereadores contra a decisão do STF. No mesmo dia, a Fenaj estará reunida em Brasília para avaliar o resultado do julgamento e traçar novas estratégias da luta pela qualificação do Jornalismo.

Segundo informações da Fenaj, o ministro Gilmar Mendes, relator do Recurso 511961, defendeu a derrubada da obrigatoriedade, alegando que isso é uma exigência inconstitucional e, em determinado trecho de sua fala, mencionou atividades de culinária e de corte e costura, para as quais não é exigido diploma. Dos nove ministros presentes à sessão, sete seguiram a posição contrária à obrigatoriedade do Diploma para o exercício da profissão de jornalista.

*Matéria publicada no Blog adjcomunicacao.wordpress.com

Published in: on 18/06/2009 at 12:50 AM  Deixe um comentário  

O aniversário da borboleta amarela

Linda, as portas estão abertas

Linda, as portas estão abertas

Por Armando Duarte Jr. 

Hoje, 13 de junho, Dia de Santo Antonio, a Borboleta amarela que nasceu em minha casa faz uma semana de vida. Linda, talvez este seja o seu nome, pois sua beleza é imensa, rompeu o casulo no último sábado, após uns 40 dias dedicados à transformação.

Quem descobriu “Linda” foi minha filha menor, a Carla, sempre atenta a tudo o que ocorre ao seu redor. Da subida da lagarta de aspecto nada agradável para a parede da área de serviço de casa até a revelação de tamanha beleza passaram-se semanas, durante as quais ficamos de olho esperando a surpresa.

E ela veio. Nunca pensei em contemplar tal magia da natureza, apesar dos meus quarenta e tantos anos de vida já ter visto muitas coisas boas e más. E pensar que aprendi com minha mãe a matar as lagartas que acabam com as folhas do nosso pé de limão, amigo que temos há mais de duas décadas.

Decidi com o nascimento de “Bela” que não vou mais atear fogo nas lagartas para defender nosso pé de limão. Talvez possa tirá-las de lá e colocá-las na data vizinha, mas não eliminá-las, como sempre fiz.

Tamanha beleza não pode ser combatida. Já vi muitas borboletas em minha vida, mas essa é linda demais. Infelizmente ela se foi e não sei quando voltará, mas estou esperando. Quem sabe como o “filho pródigo”, da Bíblia, ela retorna para semear novas vidas em nosso pé de limão. As portas estão abertas, Linda.

* Artigo publicado no Blog adjcomunicacao.wordpress.com

Published in: on 16/06/2009 at 10:11 AM  Deixe um comentário  

STF adia julgamento de recurso contra o Diploma de jornalista

O STF transferiu para o dia 17 de junho o julgamento do Recurso que requer o fim da obrigatoriedade do Diploma para exercício da profissão de jornalista.

* Leia mais no Blog adjcomunicacao.wordpress.com 

Published in: on 11/06/2009 at 5:51 PM  Deixe um comentário  

Diploma de jornalista em jogo no STF

Por Armando Duarte Jr.

O STF (Supremo Tribunal Federal) deve julgar hoje (10/06) o Recurso Extraordinário RE 511961, que questiona a obrigatoriedade da formação universitária em Jornalismo para o exercício da profissão. Em função do risco que esse julgamento pode trazer à profissão, o Sindicato dos Jornalistas de Londrina realiza protesto hoje, às 9h00, em frente ao Fórum, como forma de pressionar a derrubada do referido Recurso.

A discussão sobre a legitimidade e legalidade da exigência do diploma para exercer a profissão de jornalismo é antiga. Muitos defensores do que chamam “liberdade de expressão” se baseiam na legislação que criou a obrigatoriedade, editada durante o período da Ditadura. De fato, qualquer ligação com aquele período obscuro da política brasileira traz desconfianças, mas primeiro é necessário entender por que o diploma é importante e sua exigência deve ser mantida.

Qualquer cidadão alfabetizado pode redigir um texto e publicá-lo, seja em seções de cartas, opiniões e em outras em que haja a chamada interatividade com o leitor. Todavia, fazer jornalismo não se resume a preparar um texto e jogá-lo ao público.

A profissão, muitas vezes denominada de “quarto poder”, exige responsabilidade naquilo que é passado à sociedade, cuidando para que a verdade prevaleça e a mensagem seja passada ao público sem vícios de preconceito, discriminação ou interesses pessoais. E isso se aprende nos bancos da Universidade, onde a formação acadêmica engloba conhecimento, ainda que não muito profundo, sobre filosofia, sociologia, economia, cultura e uma série de conteúdos curriculares que vão preparar o profissional da comunicação. Tudo isso vai além das meras técnicas jornalísticas que muitos acabam aprendendo somente quando abraçam de fato a profissão.

Essa formação acadêmica vai formar o bom profissional, como ocorre nos demais cursos universitários. Os estudantes de medicina, de agronomia, de engenharia e dos demais cursos  também tem aulas de ciências humanas e, em alguns casos, até mesmo de jornalismo. Como as demais profissões, é necessário se preparar bem para colocar em prática o aprendizado e se relacionar com o público, seja ele cliente, paciente ou até mesmo leitor.

Por tudo isso, não é possível admitir o fim da obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de jornalista. Defendo essa posição com base na experiência adquirida  em quase 24 anos de atuação na área, quatro dos quais dedicados ao estudo de jornalismo na UEL.

Como os demais colegas que têm este mesmo posicionamento, não quero ver meu diploma desprezado como um pedaço qualquer de  papel e ver minha profissão ser tomada por aventureiros, preocupados tão somente em tirar proveito da comunicação em benefício próprio. Meu diploma representa tudo o que aprendi para ser um bom jornalista e o tenho como se fosse um troféu ou uma medalha por ter conseguido chegar lá. Por isso, exijo que o respeitem!

Matéria publicada no Blog adjcomunicacao.wordpress.com

Published in: on 10/06/2009 at 1:22 PM  Deixe um comentário  

Acreditem: fui entrevistado pelo IBOPE

Hoje (27/05), recebi uma mensagem por e-mail listando 20 coisas que não supostamente não existiriam e que eu jamais veria, tais como por exemplo uma baiana do acarajé sendo assaltada, enterro de anão etc e tal. Uma delas me chamou a atenção e respondi ao amigo “Baixinho”, que me enviou essa mensagem, que discordo da lista, pelo menos no que diz respeito à indagação sobre a existência de pesquisadores do IBOPE.

Pois é, respondi ao amigo que há duas semanas, pasmem, num sábado pela manhã, uma pesquisadora do IBOPE bateu à minha porta, com crachá, laptop e até me deixou um folder explicando como o instituto faz pesquisas. Respondi ao questionário sobre emissoras de rádio de Londrina e até comentei com a pesquisadora, que do alto dos meus 42 anos e tarará nunca havia sido entrevistado pelo IBOPE.

Fiquei até lisongeado por ter sido escolhido em meio a mais de 500 mil londrinenses que poderiam dar suas opiniões ao instituto, mas no final da entrevista a moça me informou que não poderia incluir minhas respostas na pesquisa, pois trabalho na produção de jornais.

Coloco aqui este comentário para aproveitar a audiência do GARGALO e informar aos visitantes do Blog que existe sim pesquisadores do IBOPE. Eu, pelo menos, já fui abordado por uma.

Published in: on 27/05/2009 at 2:25 PM  Deixe um comentário  

Estou muito contente

Hoje fiquei muito contente em receber um recado através do Blog “O Gargalo”, informativo On-line produzido pela turma do 4º ano de Jornalismo da UEL no primeiro semestre de 2008. Passado quase um ano, fiquei espantado com as estatísticas do Blog.

Como professor da disciplina Jornalismo On-line, fiquei responsável pela administração do informativo no WordPress e desde então venho inserindo comentários enviados por gente de todo o mundo, que trazem críticas ao material produzido, solicitações de bibliografias (de um estudante de Portugal), contato com autores das matérias (um veio da Argentina) e até pedidos para jogar futebol com times de Londrina.

Vendo as estatísticas do Blog, verifiquei que as visitas não se resumiram às pessoas que postaram comentários, mas a um universo por mim não imaginado . No mês de março “O Gargalo” foi visitado por 704 pessoas, seu maior pico. Sei que outros Blogs de Londrina são mais visitados, mas o “nosso”, que está totalmente desatualizado e foi produzido apenas com caráter acadêmico, me surpreendeu.

Parabéns aos alunos idealizadores do “O Gargalo” on-line pela excelente experiência. Sabendo desse universo que a internet nos proporciona, pretendo em breve lançar um site, que está quase pronto, para divulgar meu trabalho profissional em jornalismo e trocar opiniões/informações com essa infinidade de pessoas que navegam por este fabuloso mundo virtual.

Um abraço a todos.

 

Armando Duarte Junior

Published in: on 13/05/2009 at 2:37 PM  Deixe um comentário  

Encontro debate importância do plantio direto na palha

Mariana Fabre

 

O Sistema de Plantio Direto na Palha é uma das principais ferramentas para alcançar a produção sustentável e o Brasil hoje é um exemplo dessa tecnologia. O país possui mais de 25 milhões de hectares cultivados dentro desse sistema, incluindo pequenos, médios e grandes agricultores. Com o intuito de discutir e enfatizar a importância do plantio direto para o sistema produtivo brasileiro, será realizado em Londrina o 11° Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha, com o tema “Produzindo alimentos e energia com sustentabilidade”.

 

O evento, promovido pela Federação Brasileira de Plantio Direto na Palha, ocorre entre os dias 2 e 4 de julho, na Sociedade Rural do Paraná. De acordo com o pesquisador da Embrapa Soja, Júlio Franchini, integrante da comissão organizadora do Encontro, o evento tem como principais objetivos fomentar a adoção, a difusão e a transferência da tecnologia do plantio direto, além de propiciar maior conhecimento aos produtores, profissionais e acadêmicos.

 

Durante o evento, agricultores pioneiros no uso do plantio direto e especialistas de diversas instituições de pesquisa e universidades apresentarão palestras e participarão de painéis e debates. Serão abordados temas atuais, como o cenário das mudanças climáticas globais e a sua relação com o plantio direto e a conservação dos solos, os créditos de carbono, as culturas potenciais para a produção de palha, entre outros. Os interessados em participar do 11° Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha devem se inscrever pelo sites: www.febrapdp.org.br/encontros/11ENPDP.

 

 

Published in: on 02/07/2008 at 5:58 PM  Deixe um comentário